Studio Ghibli: Princesa Mononoke / Mononoke Hime (1997)

abril 14, 2018


[ #07 | B E D A ] Kon'nchiwaa fadinhas e elfos! Como vocês estão? Continuando as resenhas dos filmes Studio Ghibli! Agora é a vez da Princesa Mononoke, esse filme que é  famoso, e querido, chega até dar uma certa pressão em falar sobre ele, mas claro, não é atoa que é favorito de muita gente. Não chega a ser fofo, e nem leve comparados a alguns já falados aqui. Vem saber melhor no post! Let's go?
Mononoke Hime (em japonês: もののけ姫) é um filme de animação japonês dirigido por Hayao Miyazaki, produzido pelo Studio Ghibli. Lançado no Japão em 12 de Julho de 1997, a estreia no restante do mundo aconteceu a partir de 1999. 

Foi um filme extremamente elaborado, sendo que o nível da animação teve um custo absurdamente elevado. Mas claro que valeu cada centavo pois foi a maior bilheteria da história do cinema japonês! Nesta animação, Miyazaki colocou o peso da direção e do roteiro todo em suas costas.

O termo "Mononoke" (物の怪 ou もののけ) não é um nome, mas uma palavra japonesa utilizada para designar espíritos, monstros ou criaturas sobrenaturais. Ao contrário dos filmes anteriores do Studio Ghibli, Mononoke tem um tom mais sombrio e mais violento. Sendo que eu cheguei até a me assustar um pouco.

Resultado de imagem para mononoke hime gif

Mas indo direto ao enredo, a história se passa no Japão feudal, onde o príncipe Ashitaka vive em uma vila rural. Um certo dia um terrível demónio que possui o corpo de deus-Javali (Tatarigami), tenta matar todos da vila. Ashitaka salva sua tribo, mas é vítima da maldição desse demónio, ele consome sua vida aos poucos através do ódio. Os anciões de sua tribo dizem ,então, que ele deve descobrir o que gerou o ódio do Tatarigami contra os humanos, pois esta é sua única chance de sobreviver a maldição. Tudo que ele ver e ouvir na sua busca deverá ser julgados com os olhos do coração.

Na sua jornada, ele descobre que essa maldição lhe dá super força, podendo decipar cabeças e braços facilmente com apenas uma flexa. Durante sua jornada, ele passa por florestas gigantes, vê criaturas mágicas misteriosas, e principalmente encontra nossa querida Princessa Monoke! Segura aíi...

Imagem relacionada

Ashitaka ainda clusou vilãs e clãns até encontrar a vila Tataraba, onde é governada por uma mulher, chamada Eboshi, que vende o ferro para o governo.  Eboshi diz a Ashitaka que foi ela quem matou o deus-javali, mas não se arrepende como uma bela vilã, seu maior sonho é destruir a floresta e extrair as maiores riquezas 

(Observação: Parece nós né? é um belo exemplo do mundo hoje, onde humanos só pensam riquesas, destroem nossas florestas de forma totalmente egoísta). 

Os Deuses da floresta ficaram extremamente revoltados, querendo iniciar uma grande guerra contra Eboshi. E é aí que a princesa Mononoke aparece! Ela é uma humana que foi adotada pela tribo de Moro, a tribo dos lobos, que luta contra a vila de Tataraba. San, a Princessa Mononoke, invade a vila disposta a matar Eboshi, e Ashitaka interfere na luta das duas, se ferindo, e levando San embora. San odeia os humanos (com todo o motivo do mundo né?) mas sente piedade por ele, até porque ele mostra uma grande simpatia em relação a natureza, e a segurança dela.

Imagem relacionada

Nosso personagem principal apesar de amar e estar do lado da Mononoke (San). Ele não quer que ninguém se machuque, nem a vilã nem a floresta, sendo muito difícil entender algumas atitudes do personagem. Até mesmo entender os vilões com essa cede maluca de destruir algo tão belo. É um filme que desperta muitas emoções, e não só com uma animação linda mas também uma trilha sonora encantadora.

Todos os personagens são marcantes, cada um com uma personalidade forte. Até mesmo os ispiritos e os animais, mostram raiva, amizade, fidelidade, carisma. E esses bichinhos fofos no gif abaixo, são os mais fofos que quebram um pouco o ar do filme.

Resultado de imagem para mononoke hime gif spirit

Conclusão: A história é muuuito boa, mostra bem o conflito entre homem e a natureza, o ambiente calmo da floresta e por fora, uma verdadeira guerra. Eu sempre falei aqui que os filmes do Studio Ghibli é otimoo para todas as idades mas dessa vez, com a Princesa Monoke , não é, por esse motivo eu acabo não o recomendando muito para o público infantil. Mas ée incrivelmente bom! Recomendo.

O ponto fraco que achei foi o final, a mudança dos vilões me pareceu um pouco forçada. Mas o fato principal de ter acabado daquele jeito, foi inteligente, bonito e triste ao mesmo tempo.

Por hoje é só! Espero que tenham gostado do post! Aproveite e veja também:
-  SUSSURROS DO CORAÇÃO / MIMI WO SUMASEBA (1995)
-  MM: TONARI NO TOTORO / MEU AMIGO TOTORO ♡ (1988)

Por hoje é só! Espero que tenham gostado! Estamos em BEDA então visite e siga o blog para não perder nada. Redes Sociais do Sweet Magic: Facebook | Twitter | We heart It | Bloglovin | Pinterest *  Conheça meu trabalho: JD Design e Web! Até mais, Kissus!

Leia também:

0 comentários

© 2017 Sweet Magic. Re-Design: JD Design. Tecnologia do Blogger.